União das Sociedades Espíritas
Intermunicipal de Piracicaba

Pesquisa por Casas Espíritas Afiliadas

Peregrinações da alma

Do mesmo modo que do sangue a menor partícula,
Jorrando do coração, em nossas veias circula,
Nossa vida, emanando da Divindade,
Gravita o infinito durante a eternidade. 

Nosso globo é um lugar de prova, de sofrimento;
É aí que estão os choros, os ranger de dentes;
Sim, é aí que está o inferno do qual nossa libertação
Prende-se ao grau do mal de nossos antecedentes.

É assim que cada um, deixando este baixo mundo,
Se eleva mais ou menos para um mundo etéreo.
Segundo seja mais puro ou mais ou menos imundo,
Seu ser se liberta ou se acha atraído.

Ninguém pode dos eleitos alcançar a carreira
Sem ter por inteiro expiado as suas faltas,
Se o cruciante remorso, o lamento, a prece,
Não lançaram sobre seus erros um véu de benefícios.

Assim o Espírito errante, ou antes a alma em pena,
Vem tomar um novo corpo neste mundo para sofrer,
Renascer para a virtude na família humana,
Depurar-se pelo bem, e de novo morrer.

Sua santa missão uma vez terminada,
Súbito Deus os retira para a celeste morada,
E progressivamente sua alma é elevada
Ao foco infinito do oceano de amor,

Ao nosso turno, também, nossa prova termina,
Pelo amor elevado às santas regiões,
Triunfantes iremos, no seio da harmonia,
Desses felizes eleitos aumentar as legiões.

Lá, para maior felicidade e por cúmulo de embriaguez,
Àqueles que nos são caros Deus nos reunirá;
Confundidos no impulso de uma santa carícia,
Sob um céu sempre puro sua mão nos abençoará.

No bem, no belo, mudando de modo de ser,
Elevar-nos-emos na santa cidade,
Onde veremos sem fim aumentar o nosso bem-estar
Pelo infinito tesouro da felicidade.

Dos mundos graduados subindo a escala imensa,
Sempre mais depurados mudando de confins,
Iremos, radiosos, acabar onde tudo começa,
Renascer cheios de amor, e brilhantes serafins.

Seremos os primogênitos de uma raça nova,
Os anjos guardiães de homens a chegar;
Celestes mensageiros do bem que Deus revela,
Dos mundos nós iremos enriquecer o futuro.

De Deus tal é, creio, a vontade verdadeira,
No imenso percurso de nossa humanidade,
Humanos, inclinemo-nos, sua ordem é imutável;
Cantemos todos: "Glória a ele, durante a eternidade!"

B. JOLLY, herborista de Lyon