União das Sociedades Espíritas
Intermunicipal de Piracicaba

Pesquisa por Casas Espíritas Afiliadas

QUEM VÊ DEUS NAS PEQUENAS COISAS É MAIS FELIZ (Pesquisa de Universidade da Austrália

 

 

Fé nas pequenas coisas

Pessoas religiosas "extraem" felicidade do fato de acreditarem que há um significado mais profundo nos eventos simples do cotidiano.

Esta é a conclusão de Jonathan Ramsay, da Universidade James Cook (Austrália), depois de entrevistar centenas de pessoas de uma amostra diversificada de cristãos, budistas ou taoístas, muçulmanos e pessoas sem afiliação religiosa.

Isto é uma novidade porque a felicidade advinda da espiritualidade tem sido normalmente associada a um senso de significado e sentido geral da vida - um sentido amplo e global da vida.

Na verdade, ressalta o pesquisador, todas as religiões do mundo acreditam que o Universo tem uma ordem e uma estrutura subjacentes que dão maior significado a eventos e circunstâncias: "O que nos interessa é: se o crente interpreta eventos dessa maneira, isto influencia sua reação emocional a esses eventos e, eventualmente, sua sensação geral de bem-estar?"

Significado e propósito

Os resultados mostram que todas as pessoas, mas especialmente as pessoas religiosas, atribuem regularmente importância a eventos pouco marcantes - como discutir hobbies com um colega de trabalho, receber um presente pequeno, mas inesperado, ou passar tempo com um membro da família.

"Nós descobrimos que, quanto mais as pessoas atribuem significado, simbolismo e propósito a esses eventos, mais elas experimentam emoções positivas, como gratidão e contentamento," disse Ramsay.

Várias pesquisas têm mostrado uma ligação entre atribuição de significado, religião e bem-estar, mas este foi o primeiro estudo a examinar as consequências emocionais de dar significado a eventos tipicamente considerados "insignificantes" - sem grandes efeitos sobre a vida da pessoa - e também o primeiro a investigar esse processo na experiência imediata, momento a momento.

"A relação entre religião e bem-estar é bem conhecida.

Nossos resultados sugerem que o efeito positivo da crença religiosa sobre o bem-estar por meio da atribuição de significado a eventos, e as emoções positivas daí resultantes, é um fenômeno geral que se verifica entre grupos religiosos e étnicos," concluiu Ramsay.