União das Sociedades Espíritas
Intermunicipal de Piracicaba

Pesquisa por Casas Espíritas Afiliadas

PARA ONDE VÃO AS CRIANÇAS DESENCARNADAS??

 

 

 

 

 

 

   Segundo a Doutrina Espírita, a criança desencarnada não fica entregue à sua própria sorte, independentemente do seu nível evolutivo. Ela é sempre recolhida em instituições beneméritas existentes no Plano Espiritual, muitas das quais se especializaram neste tipo de auxílio.

 

Em tais organizações, o períspirito, que se encontra reduzido porque animava o corpo de uma criança, retorna, paulatinamente, ao estado adulto que possuía antes da reencarnação.


No livro Entre a Terra e o céu, o Espírito André Luiz relata informações colhidas do “Lar da Bênção”, uma importante “colônia educativa, misto de escola de mães e domicílio dos pequeninos que regressam da esfera carnal”:


• A criança não permanece em locais denominados “limbos”, caracterizados pela ausência das belezas do Céu e dos tormentos do inferno, de acordo com ensinos da Teologia clássica.


• A maioria das crianças não retorna, de imediato, à personalidade de adulto. Elas são, portanto, mantidas sob cuidados de devotados obreiros da Vida Maior.


• Contudo, há Espíritos que, logo após a desencarnação, conseguem retomar a sua personalidade de adulto. Isto acontece “quando o Espírito já alcançou elevada classe evolutiva, assumindo o comando mental de si mesmo, adquire o poder de facilmente desprender-se das imposições da forma, superando dificuldades da desencarnação prematura”.


• Durante o período de adaptação no Plano Espiritual, os Espíritos desencarnados na infância são amparados não só pelos benfeitores espirituais, mas também pelo afeto daquelas que foram as suas genitoras durante a reencarnação, as quais, ainda que presas aos liames da carne,  são conduzidas, durante o sono, aos locais onde seus filhos se encontram.


Outra obra espírita que trata com detalhes do assunto é A vida além do véu. O livro faz referência à Cidade de Castrel  dedicada ao atendimento à infância, encarnada e desencarnada. Ali, as crianças desencarnadas são orientadas e integradas à nova realidade da vida, até alcançarem a forma perispiritual adulta, quando então serão encaminhadas a outras localidades no Plano Espiritual, a fim de prosseguirem nos seus aprendizados.

 

(ADAPTADO de Revista Reformador – FEB – jun/2016)